sexta-feira, julho 11, 2008

Africa selvagem


"He esta ilha de Bissau muito grande a qual encerra em si hu reino, limpo de mattos por cuia razão não tem tantos bichos ferozes (...)" (fr. André de Faro, 1662)

Liga-se a televisão e lá estão as girafas, lá estão os elefantes e as gazelas, os crocodilos, os hipopótamos. de vez em quando aparece um africano-indígena-tribal que parece andar por ali como se fosse um caçador recolector, como se vivesse de uns tubérculos e raizes que apanha por aquele chão vermelho. na áfrica dos programas da vida selvagem, África é animal e pronto.

O que não se mostra é que as paisagens africanas são assim porque há milénios que são trabalhadas, há milénios que as pessoas as vêm trabalhando com o fogo. que há centenas de pessoas que vivem ali ao lado daqueles bichos todos. que há ali um monte de gente informada, gente que por acaso é a dona daquele chão...

e há um monte de putos a fazer rap


_arnaldo

5 comentários:

joão disse...

Manel, estava à espera de um comentário mais verde luxuriante, não me digas que Lisboa já te apagou as cores da Guiné! Espero que a guerra colonial não te tenha dado cabo da cabeça... Tens de vir para Cabo Verde para recuperar. É sabi demais! Há muita vida animal também!Isto é misterioso, não dá para explicar porque é que atraente...
Mas a verdade é que é. Fica dreto! (desculpem não estar a usar liguagem intelectual num blog de arquictura paisagista)

manel disse...

linguagem arquitectóide
intelectual, não. se há coisa que se preza neste blog é ser-se selvagem!
~João Guiné i sabi, sabi. Quil terra i tene un cusa especial. João gosse m sibi kuma m misti bai Africa.
Estava a criticar todas as coisas que serve para sujeitar os africanos a regras imbecis e idiotas e quase todas partem de achar que Africa era um continente selvagem e que agora estão a destruir tudo. Aqui destruimos tudo e pronto, como já foi uma destruição muito antiga achamos q não tem problema etal, já estinguimos aqueles bichos todos que nos chateavam e pronto, agora todos contentes andamos a impôr coisas aos outros que as souberam preservar, ainda por cima assente em falsos mitos como o da Africa virgem onde jamais a mão do homem entrou...
Africa i sabi dé!

diogo disse...

o João é mentiroso!

Pelo menos na Guiné há quem cante rap, em Cabo Verde só se ouve batida!

POI POI POI, POI MÓ NA TCHON é o hit nº 1!

claudia disse...

pronto já está tudo estragado...os meninos foram para áfrica e vêm de lá todos "a mãe áfrica é que é", "devias estar lá para perceber", "ah e tal eu falo crioulo e comi baratas" pour amour de dieu! :P deixem-se de tretas


clau

sebastiao disse...

ahahah : viva la vita!! lets play ma frends..........